O Sentir do AESL #5

sentir5

“O Sentir do AESL” volta a mostrar os sentimentos de um agrupamento vivo, muito dinâmico e inclusivo.

Este ano com o lema “Eu e o Outros”, os alunos do Agrupamento de Escolas Dr. Serafim Leite mostram o que fizeram, como sentem e vivem a sua individualidade – “Eu” – em comunidade – “os Outros”.

Este livro representa um hino ao ser individual e à sua realização coletiva. Não somos ilhas, estamos ligados por laços muito fortes que respeitam todos e cada um.

O AESL é muito colorido, cheio de diversidade, cultivando todos os dias elos de ligação com o Outro. Somos uma grande rede em que todos temos um papel fundamental a representar.

Os trabalhos apresentados mostram estas relações que espelham a harmonia e a riqueza de “Eu e os Outros”.

sentir5

Visits: 18

Prémios Olimpíadas da Cultura Clássica

classicos

Decorreu no dia 24 de junho, a Festa de Entrega de Prémios, no Anfiteatro 1 da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, das Olimpíadas da Cultura Clássica, no âmbito do projeto Clássicos em Rede, uma parceria da RBE com a FLUL. Entre os mais de 2000 jovens concorrentes, foram premiados [ver os resultados aqui] os/as seguintes alunos/as da Escola Básica e Secundária Serafim Leite:

Aluna: Maria Valente Silva (10.ºA)
Distinção: 3º Prémio ex aequo
Modalidade: Escrita
Escalão: C (10º, 11º e 12º anos)
Consulte [aqui] o texto.

Alunos: Cristiana Costa, Cristiano Assunção, Edgar Vilas-Boas e Leonardo Almeida (12.ºB)
Distinção: Menção Honrosa
Modalidade: Videoarte
Escalão: C (10º, 11º e 12º anos)

Parabéns aos premiados!
Parabéns a todos os participantes do AESL que criaram trabalhos de elevada qualidade e muita
criatividade!

classicos

Visits: 56

“Portugal colorido”

colorido

Era o dia de Santo António! Corriam todos para a biblioteca. Era um grupo de alunas e uma meia dúzia de alunos dos 5º e 6º anos que, em azáfama, preocupados, se dirigiam à biblioteca para vestirem o traje já previamente definido, para o concerto final de ano. Trajes à moda antiga retratando os trabalhos e profissões dos inícios do século passado! O concerto começou com as habituais saudações feitas pela senhora Diretora e pela senhora Presidente do Conselho Geral. A Leonor do 6ºA, muito segura de si, deu as boas vindas. “Boa tarde, sejam bem-vindos ao nosso Concerto de Final de Ano Portugal Colorido. Por este palco irão passar os alunos de 2.º ciclo do nosso agrupamento, alunos de Educação Musical, que irão mostrar que a música faz parte do nosso sangue e que o nosso país e a sua música são inconfundíveis! Portugal é mesmo muito variado, muito colorido, cheio de cores e sons. Iremos interpretar músicas de norte a sul de Portugal, incluindo as ilhas. A nossa música tradicional é inconfundível! Para além de viajarmos pelas músicas do nosso país, iremos apresentar a história do 6.ºD incluída no livro “Histórias da Ajudaris 2023”, quando estes alunos estavam no 5.º ano. A Ajudaris é uma instituição de solidariedade social já com uma longa tradição a ajudar os outros. O livro estará à venda no final do nosso concerto, no átrio do auditório…. E claro, podem pedir um autógrafo aos alunos do 6.ºD”.

Depois, a Nilsa e a Anny do 6ºD leram o texto que tinham ajudado a contruir no ano anterior. Neste momento, entra o cortejo organizado à entrada do auditório. À frente, a professora de Educação Musical, devidamente trajada a tocar acordeão, o Afonso do 11ºD a acompanhar na viola, seguindo-se os alunos do 6ºA  com os instrumentos musicais, tradicionais, ferrinhos, bombo, reco-reco, pandeiretas e tamborim e  as alfaias e outros utensílios que envergaram com muito brio. Atrás, seguiam duas filas de alunos das restantes turmas, entusiasmados com a festa. E assim chegaram ao palco decorado com os cravos de abril em cestas de verga, vestígios ainda da comemoração dos 50 anos da revolução, onde a Lúcia do 6ºD, os esperava. E anunciou : “O programa desta tarde irá apresentar o nosso país através das músicas das diferentes regiões que o constituem. Iremos do Minho ao Algarve, passando pelas nossas ilhas, através da música do nosso país!” O Vítor do 5ºD, o Davi do 6ºD e o Rafael do 6ºA foram introduzindo as diferentes províncias agrupadas. A dada altura, tinha-se acabado de cantar “A moleirinha” da Beira Baixa, e eis que é anunciada a leitura de uma parte do poema “Esta Língua Portuguesa” de José Jorge Letria, neste ano em que se comemoram os 500 anos do nascimento de Camões, grande poeta português que cantou a história do nosso país, lido pela Maria Filipa e pela Francisca do 5ºB.

Solistas? Também os houve. O Davi do 6ºD, com a sua voz fresca de barítono, entoou “Eu ouvi o passarinho” do Alentejo e encantou a plateia. A Benedita do 5ºB deu as despedidas e, já depois de se ter passado pela Ilha da Madeira, aterrou-se nos Açores  para cantar “Dorme, dorme meu menino” com a solista de voz doce e cristalina, Estela do 6ºB.

Depressa chegou-se ao fim.

E novamente em cortejo, os alunos abandonaram o palco, cantando e tocando, tocando e cantando…

Palmas, palmas, muitas palmas para o “Portugal colorido”, seus atores, cantores e músicos!

No átrio, os escritores deram autógrafos.

E foi mais uma tardada de música, alegria e poesia!

Resta agradecer mais uma vez, aos obreiros deste tão rico evento, senhor Fernando, professores e zeladores.

Obrigada aos pais e encarregados de educação pela presença e apoio.

À Direção, obrigada pelo carinho, abertura e pronta disponibilidade.

Visits: 24

Boletim Bibliográfico – Antologia de textos e autores dos séculos XX e XXI

boletim

No dia 04 de junho, a turma do 11.º ano, do Curso de Artes Visuais do nosso agrupamento, foi apresentar o projeto “Antologia para o Século XXI” no Museu da Chapelaria. O 11.ºB apresentou à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, à Biblioteca Municipal de S. João da Madeira e aos restantes agrupamentos do município as suas sugestões de leitura para o século XXI. Os alunos durante o ano letivo andaram a preparar este projeto, cuja temática central era a expressão da liberdade, que resultou do trabalho de articulação interdepartamental de Línguas e Expressões, disciplinas de Português e Desenho, com a coordenação da biblioteca escolar, numa dinâmica de trabalho colaborativo. As sessões de trabalho decorreram em sala de aula ou na biblioteca escolar e resultaram num trabalho colaborativo de criação, pesquisa e partilha, recorrendo à mediação do digital – Catálogo Coletivo da RBE de S. João da Madeira no OPAC e Google Docs.

Para contar como tudo se passou, os alunos apresentaram um vídeo e mostraram o ebook criado com as suas escolhas e com a recriação artística de capas de algumas obras.

Só boas sugestões para ler em liberdade!

Visits: 90

Escritora Lara Pereira conversa com os seu leitores

lara

A escritora Lara Pereira esteve  à conversa sobre os seus livros, a escrita e a leitura com os alunos do 2.º Ciclo do nosso agrupamento . Os alunos colocaram várias questões à escritora sobre a sua atividade e sobre as personagens das suas histórias. “A Trágica Verdade” é o último livro da autora que tem suscitado muita curiosidade por parte dos leitores.

De salientar que Lara Pereira nasceu em 2006 e tem já publicadas cinco obras!

Neste momento, a Lara está a preparar-se para realizar os exames nacionais do 12.º ano. Boa sorte, Lara! Que tudo corra bem! Muito sucesso!

Visits: 8

Final Ortografíadas na Biblioteca

Ortografiadas

Decorreu no dia 12 de junho, a final do concurso Ortografíadas que envolveu os alunos de Expressa-te dos 7.º e 8.º anos. Os três alunos com classificação mais elevada no somatório das provas de ortografia, efetuadas ao longo do ano letivo, na disciplina de Expressa-te com a parceria da Biblioteca Escolar, realizaram vários desafios para encontrar o(a) aluno(a) com melhor prestação nesta área. Foi um concurso renhido e Camões ficou rendido aos conhecimentos que estes alunos têm da sua língua! Venceu o campeonato deste ano a aluna Adriana Miguel Soares, do 7.ºB. Parabéns a todos!
Para o ano haverá mais? Camões aguarda expectante na biblioteca…

Visits: 10

Sapatolândia – Uma exposição a visitar na biblioteca da EBSSL

sapato

Sapatolândia é uma exposição de trabalhos artísticos realizados pelos alunos do 11.º B do Curso de Artes Visuais do nosso agrupamento, patente ao público durante o mês de junho. O trabalho exposto resultou de uma atividade realizada no âmbito da disciplina de Desenho A, motivada por uma visita ao Museu do Sapato de S. João da Madeira.

A exposição desafia o visitante a olhar para o sapato com um olhar diferente e a admirar a arte e o engenho dos alunos do 11.ºB. 

Visits: 21

Cinco Décadas de Democracia – O que Mudou

Cinco Décadas de Democracia – O que Mudou

A Pordata e a Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) criaram infografias com as estatísticas daquilo que mudou nos últimos 50 anos. Através de gráficos é possível relacionar essas mudanças em áreas como a natalidade, educação, transportes, envelhecimento, trabalho ou eleições, durante o período posterior à Revolução do 25 de Abril.

A biblioteca escolar continua com a exposição patente ao público, tendo os seus visitantes feito leituras críticas destes resultados. Uma forma muito interessante e educativa de analisar o que verdadeiramente mudou em Portugal 

Visits: 25

Os livros mais fixes!

miudos

E os livros mais fixes são…

Já são conhecidos os livros mais fixes! A votação nacional “Miúdos a Votos” determinou que:

  • o vencedor no 1.º ciclo: 1.º lugar – Harry Potter e a Pedra Filosofal, de J.K. Rowling, com 9% dos votos;
  • o vencedor no 2.º ciclo: 1.º lugar – Avozinha Gângster, de David Walliams, com 20,1% dos votos;
  • o vencedor no 3.º ciclo: 1.º lugar – Avozinha Gângster, de David Walliams, com 13,6% dos votos;
  • o vencedor no Secundário: 1.º lugar – O Rapaz do Pijama às Riscas, de John Boyne, com 14,2% dos votos;

Para saberes tudo: https://www.rbe.mec.pt/np4/MiudosaVotos.html

miudos

Visits: 67

YouTube
YouTube
Instagram
Skip to content